Política de sabotagem: Nota importante

Publicado: 03/11/2009 em Política Nacional
Tags:, , , , ,

Amigos, ainda sobre a tentativa de macular a imagem do Governador de Minas Gerais, segue texto de Ana Vasco, que vem corroborar exatamente com o que eu falei no comentário que fiz ao texto de Gabriel Azevedo. Não há muito o que dizer sobre esse fato lamentável. É a velha mania de fazer política desqualificando o adversário quando não se tem proposta decente para apresentar. Penso que essa será mesmo a tônica da campanha de 2010, pois a candidata oficial não possui o carisma e a experiência administrativa do Governador mineiro. A desconstrução da figura de Aécio Neves é, portanto, o caminho mais “fácil”, na ótica petista, para fazer com que o Brasil continue estagnado no populismo contaminador de um projeto de governo que não visa melhorar as condições de vida do país, mas apenas a permanência no poder de quem não tem o preparo necessário para exercer um cargo que afeta as vidas de 180 milhões de pessoas.

Segue o texto:

Como sabotar o Brasil (Por Ana Vasco, do AécioBlog)

Há quem acredite que a forma mais fácil de enfraquecer os adversários é “sabotando” oportunidades de crescimento, plantando dúvidas, gerenciando boatos, alimentando a discórdia, sugerindo a desistência. Afinal, tantas vezes isso já deu certo. Por motivos políticos, nossa juventude já foi taxada de comunista, drogada, violenta, subversiva. “Disciplina e decoro” foram as máscaras de um discurso que queria incutir a mentira e o medo. Mas o método de crítica e desvalorização de quem não defende os ideais semelhantes, típico de tempos de ditadura, não ficou restrito a um período histórico. Caminhou pelo tempo e até hoje submete a política à hipocrisia, à malandragem, à chantagem, à falsidade e à manipulação.

E quem não se lembra de fatos marcantes relacionados a isso? Poderia enumerar dezenas, mas vou me ater a uma história. Algum tempo após Tancredo Neves assumir a sua candidatura oficial para a disputa da Presidência da República, em 1984, aconteceu uma situação muito estranha em Brasília. Um dia, a cidade amanheceu coberta de cartazes vermelhos, com a caricatura de Tancredo, ao lado de uma foice e de um martelo, com os dizeres: “PCB – Chegaremos Lá”. O episódio, sem explicação convincente, ocorreu também em Goiânia, Salvador e em outras capitais. Quem afinal teria interesse em associar a imagem de Tancredo ao radicalismo e à dissimulação? Dessa vez, o povo brasileiro rejeitou a “sabotagem”. Mas muitas outras, na nossa história recente, deram certo e servem como estímulo para quem gosta da política mais suja.

Na revista Veja desta semana, o colunista Diogo Mainardi dá um conselho ao PSDB: sabotem o PT. Como? Unindo os dois pré-candidatos do partido em chapa única. Essa é a força da oposição, juntos eles podem mais, podem tudo. Balela! O Brasil quer a união real de propósitos e de forças políticas – de esquerda e de direita – que hoje são antagônicas, por um projeto mais amplo, que envolva toda a sociedade. O Brasil não aceita mais sabotagens.

No passado, tentaram “sabotar” Tancredo e muitos outros. Hoje, espera-se que outras “sabotagens” fortaleçam possibilidades. Mas no fundo, todos se esquecem que esse tipo de estratégia pode voltar-se contra o Brasil. Que as “sabotagens” extirpam da política o seu poder mais nobre, de aglutinar, sustentar ideais.

Aécio quer mais do que cargos ou poder de mando. Quer ser o presidente que irá promover as reformas estruturais que o Brasil espera há mais de 20 anos. Aécio quer trabalhar, com lideranças, partidos e com a sociedade, por um país melhor – economicamente forte, com compromisso social, bem gerenciado e sem polarizações partidárias. Ele quer lutar por sonhos que transcenderam gerações. Sem divisões, ciladas, sem “sabotagens”, sem precisar provar constantemente que ele não é o “subversivo” que gostariam que ele fosse – para que a derrota ou a desistência se torne possível.

Pela verdade, pelos avanços, pela união, pela ética e pelo Brasil, eu sou mais Aécio. E você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s